sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Resistência Negra no Brasil


O que vem se chamar de Resistência negra no Brasil ?
Para os Movimentos Negros, resistência negra são todos os movimentos, processos de lutas,fugas , desobediência civil, resistência dos negros africanos e seus descedêntes (afro-brasileiros) em todas as épocas da História do Brasil.São quase 500 anos de luta, de resistência contra a escravidão, o racismo, a opressão e a exploração .
No período Colonial : os negros lutaram contra a escravidão , através de várias rebeliões como por exemplo a participação de na Revolta de Felipe dos Santos, em Minas Gerais, participação de "portugueses e seus negros" contra a opressão dos representantes da Corôa Portuguesa com a questão dos quintos cobrados do ouro e a criação de novas casas de fundição.
Outro exemplo de Resistência foram os Quilombos que surgiram em todo país cujo mais famoso sem nenhuma dúvida foi o Quilombo de Palmares.
A revolta dos Alfaiates na Bahia, tiveram grande a participação dos negros, queriam a independência do Brasil de Portugal, um regime político igualitário ,onde não houvesse preconceito de cor.
No período Imperial, podemos destacar a Revolta dos Malês em 1835 na Bahia.
De cunho religioso pois eram os rebeldes da religião muçulmana .Proibidos de exercer sua fé islâmica por que a religião oficial do Estado era a Católica . Também era um movimento político pois os malês tinham um organização de assitência mútua aonde buscavam libertar os negros escravos através da alforria.
A Jihad ( guerra santa) dividiam os negros naquela época devido muitos negros escravos
serem católicos, aguerra santa propostas pelos africanos Hauçás e Nagôs eram contra todos infiéis ,inclusive aos negros de religiões diferentes : católicos, umbanda, candomblé . Isso enfraqueceu a luta e promoveu a delação.Vencidos foram tratados com a tradicional brutalidade: chibatadas, torturas e forca.
No período Repúblicano são vários os processos de lutas e resistência , desobediência civil , destacamos: a Revolta da Vascina com ampla participação popular em que os personagens negros estavam presentes, capoeiristas, religiões afro-brasileiras contra a expulsão das classes menos favorecidas do centro do Rio de Janeiro e devido tambem aquestão da vascina obrigatória imposta pelo governo do Rio de Janeiro a todos os moradores, a falta de conscientização feita pelo governo fez com que eclodisse a revolta.
Outra importante revolta aconteceu na Marinha brasileira: A Revolta da Chibata comandada pelo marinheiro negro João Candido contra os castigos e os trabalhos forçados e a rigidez o qual eram tratados os negros marinheiros. Após um período de acordo entre a Marinha brasileira e seus marinheiros e o Governo, com várias greves e motins provocados pelos proletários, o governo decreta estado de sítio e começa uma longa fase de repressão , os marinheiros que participaram da revolta foram todos presos, torturados e muitos foram conduzidos para a região do Amazonas aonde muitos foram fuzilados, outros torturados. João Candido lider da revolta foi preso e torturado por dezoito meses , sem ter um julgamento ,sendo liberto através da ajuda das irmandades religiosas de Nossa Senhora do Rosário uma das mais antigas Confrarias Negras da cidade do Rio de Janeiro que lhe pagaram advogados.
No início da década de 1930 surgiu através de várias entidades negras,movimentos negros, a Frente Negra Brasileira que se tornaria a mais poderosa organização política negra de massa do século XX . Combatia o racismo, alertava contra as péssimas condições de vida da população negra, saúde e educação no Estado de São Paulo.
Tinha ramificações em muitos Estados como Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Maranhão, Sergipe, Bahia, Pernambuco. Em 1936 a Frente Negra transforma-se em Partido político, com o golpe militar e o Estado Novo decretado por Getúlio Vargas, o partido Frente Negra é dissolvido perdendo sua força política até o seu fim em Maio de 1938.
Na decada de 1940 tem como principal foco de Resitência o comitê democrático afro-brasileiro e o teatro experimental negro, um com finalidade de combater o racismo e dar anistia política para os presos políticos e outro tinha um caráter de combate ao racismo pela arte e cultura;
Com o fim do golpe Militar novas mudanças aconteceram no cenário brasileiro rearticulando os processos de resistência e luta política dos afro-brasileiros , movimentos culturais como Soul ( Black Rio) bailes , criação nas universidades de núcleos de estudo afro-asiáticos, de cultura negra e o surgimento do movimento politico MNU (Movimento Negro Unificado) em 1978.
Atualmente são vários movimentos negros combativos em todo Brasil que procuram lutar,promovem a conscientização dos negros com relação a sua cor ,sua cultura, enfretando o Racismo por uma sociedade mais democrática.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Congado- Guardas- comunidade dos Arturos

video

http://histafricanafrobrasindigena.blogspot.com/